Recuperando cabelo elástico após descoloração

Nesses últimos tempos quem me acompanha nas redes sociais viu que eu descolori bastante meu cabelo. Sai do ombré hair dourado para o loiro perolado. Foram descoloridos 90% dos fios, tudo muito lindo.. até que veio o pós descoloração. Rá!
Na hora que foi feito o procedimento eu senti que o cabelo ficou levemente fragilizado, mas até então nada desesperador. Não escovei e deixei secar naturalmente pois no dia seguinte eu pretendia fazer uma reconstrução poderosa. Até ai tudo bem.
O problema começou no banho quando notei meu cabelo super elástico, parecia uma massa literalmente falando. Depois foi a queda, o cabelo começou a quebrar drasticamente, eu enlouqueci! Passei três máscaras seguidas e para pentear foi um sacrifício. Caiu muito, foi uma cena de terror. 
Como minha raiz é oleosa virou um drama porque preciso lavar os cabelos dia sim – dia não o que fragiliza ainda mais as pontas. Em cada lavagem tentei usar as máscaras mais potentes que eu tenho por aqui, mas não fazia o milagre de pelo menos acabar com o efeito chiclete.
Arrumando a bagunça da minha pia, achei várias coisinhas esquecidas mas que são ótimas para batizar máscaras e lembrei de algumas receitinhas que vi no grupo Cronograma Capilar  no Facebook. Então, por que não tentar? Pior não fica!

Dei uma de alquimista e fiz a seguinte mistura.
– 4 colheres de máscara reconstrutora ( usei da Amend ).
– 1 tampinha de Bepantol liquido.  
– 1 colher de sopa de mel puro.
– 1 colher de chá de óleo vegetal de abacate.
– 1 colher de chá de queratina liquida.
– cerca de 8 gotinhas de vitamina E.
Misturei tudo e passei nos cabelos SECOS prestando bastante atenção em não deixar nenhuma parte sem o creme. Deixei por 10 min e entrei no banho, lavei com o shampoo Mythic Oil 2x e passei outra máscara reconstrutora, nesse caso usei a Sebastian Penetraitt. 
Já sai do banho sentindo o cabelo menos poroso e sem elasticidade. Esperei secar bastante antes de pentear ( quando o cabelo está fragilizado e elástico ele fica mais sensível ao pentear e acaba quebrando, o indicado e deixar secar uns 70% para começar a pentear delicadamente ), usei de lave in o óleo reconstrutor CHI.
Gente, o cabelo era outro. O que eu não consegui com as reconstruções mais famosas eu consegui com esse ritual simples. 
Acho que usar a máscara batizada com a receitinha acima foi o grande coringa da questão. Os fios foram para lavagem já preparados para receber o shampoo e mais uma ótima reconstrução. 
O resultado foi imediato, os fios bem mais fortes e depois de secos ficaram macios e brilhantes. O elasticidade diminuiu em 80%.
Se você está com os fios elásticos e não sabe o que fazer, tente batizar sua própria máscara. Use o que você tem disponível e potencialize o efeito do seu creme.  Nessa receitinha você pode substituir o óleo de abacate por óleo de coco ou azeite extra virgem. O Bepantol liquido pode ser na versão em creme também… O importante é usar o bom senso e não saturar a máscara.

Como eu mencionei acho que o diferencial foi ter passado a mistura nos cabelos secos antes de lava-los.

Cabelos danificados por colorações são extremamente difíceis de recuperar e requer muito cuidado e dedicação. Mas tudo isso vale a pena antes de recorrer ao corte.

Beijos!

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Receita caseira da máscara Moroccanoil

Oi minha gente!
Últimos dias aqui no Emirados Árabes, não sei se fico feliz pois estou morrendo de saudades do bubuko e da minha casa ou se fico triste por deixar toda a mordomia que tenho aqui! Haha.  
Ano passado quando eu vim pra cá meu cabelo estava sem nenhum tipo de coloração, somente com a escova progressiva. Mas agora que descolori os fios para fazer ombré hair e trouxe um baixo arsenal de cuidados para trata-los, passo horas pesquisando – e comprando – novos produtos para reconstruí-los.
Numa dessas pesquisas encontrei no blog Clube do Cabelo a receita das máscaras Moroccanoil, aquelas que deixaram o óleo de Argan famoso e são bem carinhas!
Gente, chega até a parecer brincadeira a simplicidade da fórmula dessas máscaras! Não precisa ser nenhum cientista, químico ou seja lá o que for para conseguir o mesmo creme, muito mais potente e muito mais natural que o famoso. 
Vamos analisar a composição da máscara laranja.
– Óleo de Argan
– Óleo de Canola
– Manteiga de Karité ( butyrospermum parkii butter )
– Óleo de Pequi ( caryocar brasiliense fruit oil )
– Proteína Vegetal Hidrolisada 
O resto são conservantes, aromatizantes e outras químicas que não precisamos. Todos os ingredientes simples e fáceis de achar. 
Agora vamos a receita caseira para fazer nossa própria morocca turbinada e natural…
Ai está um creme muitos mais potente que o próprio original Moroccanoil ( esses mesmos componentes estão presentes na fórmula original com menos de 2 ml cada ) e o melhor, sem conservantes nem silicones!
A máscara de tampa marrom, que teoricamente seria a nutritiva, também não tem segredo.
** O creme branco das receitas pode ser o Yamasterol.
É só misturar tudo muito bem até ter certeza que todos os ingredientes se uniram e guardar num pote limpo e com tampa que deve ser mantido em local fresco e com pouca luz. Dura até 15 dias em temperatura ambiente e até 20 dias se guardado na geladeira.
Dá  pra contabilizar a economia dessa receitinha gente?! Fora salvar algumas Dilmas, um creme muito melhor que o industrializado para tratar os cabelos!
No coments. #Chocada.
Eu comprei os ingredientes no site Mundo dos Óleos, dica da própria blogueira Erika Nasch. 
Farei assim que possível e venho aqui mostrar o resultado.

*** Essa é uma mistura dos principais ativos da máscara Moroccanoil. De maneira alguma substitui a tecnologia do verdadeiro creme.

Beijos!

Compartilhe

Postado por:

Comentários

1

Como organizar um casamento com baixo orçamento #3

Inspirações para decoração com materiais simples e fáceis de achar.

O importante não é o preço da sua festa, mas todo o carinho que você coloca nela…

Compartilhe

Postado por:

Comentários

1

Como organizar um casamento com baixo orçamento #2

Continuando o Como organizar um casamento com baixo orçamento #1, vamos ver os trabalhos que podem ser confeccionados sem precisar terceirizar o serviço e economizar uma grana!
No You Tube você encontra vários videos com tutoriais ensinando a fazer convites de casamentos.
Convite de casamento com renda
  • Primeiro deve se escolher um papel tamanho A4 de preferência. Pode ser o canson por exemplo. Em seguida escolha entre fitilhos, objetos para decoração 3D (florzinhas, coração, letras do nome, ou o que desejar) e um furador para cantoneiro modelo renda tamanho médio.
  • Separe um pedaço de aproximadamente 20 cm de renda média ou grosaa e um objeto maior em tecido (ex.: uma flor ou uma rosa em cetim facilmente encontradas em lojas de armarinhos).
  • Em um programa de computador que pode ser o próprio word ou mais avançado como o Photoscape por exemplo, escreva os dados da cerimônia e os nome dos noivos  de foma que fique centralizado. Escolha a fonte de sua preferência e imprima.
  • Após essa etapa é só iniciar a montagem do convite. Os objetos em 3D escolhidos podem ser colados ao lado dos nomes ou perto do endereço da cerimônia para destaca lo ou onde desejar. Em seguida, dobre o papel ao meio cuidadosamente com a ajuda de uma régua.
  • Para finalizar, envolva a renda média ou grossa na vertical e cole cuidadosamente com cola branca. Obs.: Se for utilizar cola quente o cuidado deve ser redobrado e a quantidade deve ser mínima. Caso seja da preferência da noiva, pode envolver uma fita de cetim fina como mostra o exemplo abaixo:

Existem milhares de dicas de lembrancinhas lindas e baratas pela internet. Aqui estão algumas das que eu mais gostei. O segredo é pesquisar!

 Beijos!

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Como organizar um casamento com baixo orçamento #1

Quer organizar uma cerimônia de casamento mas o orçamento está curto? Não se preocupe, isso é possível. Com muito jogo de cintura, criatividade e bom humor dá para fazer coisas belíssimas e tornar seu dia inesquecível. 
Não vou dizer que será uma tarefa fácil, principalmente porque tudo precisa da atenção direta da noiva e a maior parte da economia está em confeccionar muitas coisas pessoalmente e salvar o serviço de terceiros contratados.
Como o assunto casamento é imenso e cheio de detalhe e coisinhas, dividi esse post em partes para ficar bem organizado!
Confira as dicas e mãos a obra.
Reúna pessoas de sua inteira confiança. Parece de praxe, mas em meio de toda tensão com os preparativos, você irá precisar de toda ajuda e compreensão que puder. Quanto mais intimas melhor! Sua mãe, sua tia, sua melhor amiga, sua cunhada, aquela vizinha que lhe deve um favor, seu irmão (a), seu pai e até o noivo entra nesse time. Deixe bem claro a seriedade do evento e peça o comprometimento de todos.
Desse ‘time’ recrutado, analise quem tem habilidades que podem lhe ajudar com itens específicos. Por exemplo: alguém que entenda de programas gráficos que possa fazer a arte dos convites? alguém sabe fazer doces e salgados? alguém que saiba fazer arranjos e laços? Converse com cada um e decida sobre oque e como fazer…
Tenha uma agenda / caderno exclusivo para anotações de idéias, compromissos e organização.
No seu projeto, classifique no que você quer dar prioridade. Local? Decoração? Música? Comes e bebes?
O horário mais barato para se realizar o buffet é pela manhã ou a tarde. Nesses horários há menor ingestão de bebidas alcoólicas. Você poderá servir um coquetel de frutas da estação, suco e champanhe acompanhados de frios.
Pela manhã:
O Brunch é um café da manhã reforçado, deve ser servido em casamentos pela manhã em que os noivos não servirão almoço. Costumam ser oferecidos sucos de frutas, café, leite, diversos chás, pão, bolos, bolachas e biscoitos, geleias, manteiga, diversos queijos e também salgadinhos, crepes, quiches e etc.

A decoração também pode ser simples. Para se servirem pode se colocar tudo em uma mesa ou em mesas individuais para os convidados.



A tarde:

Um coquetel é a recepção ideal para casamentos no final da tarde, entre 16h e 19h. A duração do coquetel geralmente é de 2 horas. Boa opção para casamentos com poucos convidados. Para esse tipo de recepção, geralmente existem algumas mesas de apoio para os convidados e você pode providenciar que existam também algumas cadeiras e poltronas. O serviço deve ser feito por garçons que circulam entre os convidados, oferecendo bebidas. Coloque nas mesas dos convidados aperitivos, pode também ser servido canapés, desde doces a salgados, não esquecendo, do bolo de noiva.

A noite:

Se caso na sua cerimônia seja servido um almoço ou jantar fique ligada nas etapas: Entradas, Pratos Intermediários, Pratos Principais, Bolo de noiva, Sobremesas e Finalização.

Os tipos de serviços são:
Americano: Todos os convidados podem se servir e comer diretamente na mesa. 
Franco-americano: Esse é o tipo que possibilita os convidados se servirem pessoalmente, comendo de pé, com o prato da mão.
Francês: Um dos mais formais e talvez requintados: os garçons servem os convidados em suas mesas.
Inglês: Os garçons servem igualmente os convidados às mesas, mas levam já os pratos preparados para cada pessoa.

Se for acontecer uma cerimonia religiosa, escolha as capelas. São bem mais em conta que grandes igrejas.
Opte por alugar uma aparelhagem profissional ou talvez um DJ ( geralmente eles já tem todos os aparelhos próprios ) em vez de música ao vivo. A economia é de até 70% ou mais.
Os arranjos florais da igreja e do salão de festa opte por flores da estação ou flores do campo. A Ceasa é um bom local para encontrar flores frescas e baratas!
O maior erro de quem quer economizar mas sem ter arrependimentos posteriores é economizar com  o fotografo. Não é um serviço dos mais baratos, mas pesquise bons profissionais e veja o custo x beneficio. Ninguém que olhar para fotos feias, principalmente a noiva!
Verifique se existe a possibilidade de contratar o serviço de filmagens e fotografia. Os dois juntos podem chegar a R$ 15 mil reais ou mais. Opte sempre pela fotografia, obviamente.
O vestido é a principal preocupação da noiva. Caso queira economizar alugue um vestido! 
Claro que toda regra há exceção. Mas a tradição diz:
Casamento até as 18hs.
  • Os vestidos podem ser curtos ou compridos.
  • Tecidos leves e buquê pequeno com flores de sua preferência.
  • Cabelo com penteados simples, semi- preso ou soltos.
  • Maquiagem suave, sem brilho.
  • Sandálias ou sapatilhas são boa opção.
  • Não é necessário usar véu.
  • Jóias ou bijuterias finas devem ser discretas e pequenas, deixe a aliança ser o destaque.

Casamento após as 18 hs.
  • O vestido deve ser longo.
  • Tecidos leves e buquê  com flores de sua preferência.
  • Cabelo com penteados sofisticado, semi- preso ou preso, como o coque.
  • Maquiagem suave, com brilho, sem exagero.
  • Sandálias ou sapatos de salto alto, tecido, couro, com strass são boa opção.
  • Se a noiva preferir pode-se usar véu de todos os tamanhos.
  • Jóias ou bijuterias finas, mas lembre-se a principal jóia da noiva deve ser a aliança.

Caso a opte por alugar um vestido, na mesma loja escolha também o traje do noivo e das crianças que levaram a aliança. O desconto pode sair bem grande!

Faça seu próprio buquê! Esse item pode sair centenas de reais mais barato se você resolver faze-lo. Um buque simples custa a partir de R$ 600 reais em lojas do ramo.
As flores devem ser compradas no máximo um dia antes da cerimônia. Corte bem os talos, prenda firme com um barbante e por cima amarre a fita de cetim com um belo laço. Conserve o buquê na geladeira. 

Compartilhe

Postado por:

Comentários

1