Bluebox Planeta Paula – Edição de novembro 2014

Tags:

Oi Oi Oi

Estava com saudades de receber caixinhas surpresas… desde o fim da GlossyBox não voltei a assinar nenhuma outra. No Brasil essa tendência deixou muito a desejar pela qualidade do conteúdo oferecido pelas empresas; ninguém quer pagar para receber amostras grátis né?
Fico passada vendo as blogueiras gringas mostrarem suas caixas recheadíssimas com makes baphônicas. 
Tendo em vista o #projetoverão que nunca acaba resolvi assinar a BlueBox que é uma caixinha fitness para conhecer produtos no seguimento. Já que a variedade no supermercado é bem pequena e com os preços praticados não dá para comprar e detestar. 
Recebi a segunda caixa esse mês com a edição Planeta Paula que é de uma blogueira musa fitness e dá várias dicas para quem quer emagrecer e manter a dieta.

Os produtos recebidos foram:
Cereal Nesfit – Nestlé
Cereal é uma  ótima opção para café da manhã. Feito de grão integral, fonte de fibras e baixo teor de gordura. Contém vitaminas e minerais, incluído cálcio, ferro e zinco.

Salada Atum – Gomes da Costa 
Salada de atum, batata, maionese,azeitonas e salsinha. Com ômega 3 vitaminas A, D e as do complexo B.

Bebida mista com Coco, Chá e Menta – Amazon
Pouco calórica, rica em potássio e naturalmente sem colesterol. Sua associação ao chá branco e menta proporciona uma sensação ainda mais refrescante e agradável.

Manga Crocante – Jasmine 
A manga é rica de vitamina A, versão desidratada oferece uma quantidade mais concetrada de fibras e vitaminas.

Biscoito Integral De Goiabada – Naturet´s 
Biscoito integral adoçado com mel e açúcar mascavo que são mais saudáveis e  rico em fibras.

Chá Verde com Cranberry – Magro
Chá verde acelera o metabolismo (efeito termogênico) o que queima mais energia do nosso corpo evitando que ela se torne gordura. Associada ao Cranberry o chá passa a ser mais saboroso e nutritivo.

Uva Passa Preta – Uniagro
Fonte de carboidratos importante para fornecimento de energia. Também contém vitamina C e complexo B, sais minerais como ferro, cálcio e potássio. Possui ação antioxidante e melhora o trânsito intestinal.

Supino Protein Max Chocolate – Banana Brasil
Barrinha Proteica que contém colágeno hidrolisado, whey protein, proteina isolada de soja e albumina.

Chocolate com Goji Berry, Nu3 – Natue
Chocolate 50% de cacau da Natue além de ser fonte de ferro, isento de lactose, glúten e açúcar. Goji Berry se destaca por ser rico em vitamina C.

Como eu mencionei, essa é minha segunda caixinha recebida e eu simplesmente adorei as duas. Infelizmente na correria esqueci de fotografar para contar aqui no blog, mas veio tão recheada quanto essa e cheia de produtos orgânicos.

O preço de assinatura mensal da Bluebox é R$50 com o frete grátis. 

Eu acho que vale muito a pena não só pelo custo x beneficio. Na caixa vem produtos que dificilmente eu compraria nas prateleiras do mercado, como a manga crocante (ótimo na hora daquela fominha) ou o café orgânico que veio no mês anterior. 

Todos os produtos são full size ( tamanho original, nada de amostras grátis ).

As assinaturas são feitas pelo site da própria marca bluebox.tryoop..com.br




Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

A maneira correta de conservar alimentos

Tags:

Eu estava lendo uma matéria numa revista fitness sobre a conservação de alimentos e me lembrei o quanto o senhor meu maridonodacozinha reclama sobre como eu guardo as coisas dentro e fora da geladeira.
Já discutimos várias vezes sobre o assunto, sobre a melhor maneira de preservar a integridade de alimentos extremamente sensíveis.  
Então resolvi reproduzir essa matéria para esclarecer algumas dúvidas sobre o assunto, afinal, conhecimento nunca é demais né?
Queijo
Deve ser embrulhado em papel vegetal e armazenado num saquinho de plástico ( tipo aquele com lacre ). Deve ser posto no lugar menos frio da geladeira.
Pão
Coloque um aipo limpo e fresco na sacola junto com os pães. Mantenha em temperatura ambiente.
Cebola
Fora da geladeira! 
Use uma meia calça e coloque uma de cada vez dando um nó para separa-las. Pendure num local seco e longe da luz. Assim, elas podem durar até meses.
Ervas
Coloque as ervas limpas e secas numa forma para gelo, preencha com azeite e congele. Retire das forminhas depois que solidificar e guarde-as num saquinho especial para alimentos congelados. Isso substitui aqueles temperos artificiais cheios de sódio e nãoseimaisoque.
Folhas verdes
Lave e deixe secar completamente todas as folhas. Forre uma vasilha com papel toalha e guarde-as tampadas.
Banana
Essa estragava aqui em casa facinho, facinho…
O segredo é manter as bananas no cacho e fora da geladeira. Com um pedaço de plástico filme, embrulhe o talo do cacho, assim elas duraram bem mais.
Morangos
Deixe os morangos de molho na água com vinagre de maçã por 5 min. Em seguida, lave-os com água corrente e guarde na geladeira numa vasilha com tampa.
Gengibre
Coloque em saquinhos plásticos para alimentos congelados e mantenha-os na geladeira, assim eles não escureceram.
Cogumelos
Mantenha-os em sacos de papel, dentro ou fora da geladeira. 
Ovos
Podem ser guardados na geladeira, mas nunca na porta.
Dicas legais não são? Vou adotar todas, mas gostei principalmente das ervas congeladas para substituir os temperos prontos.
Beijos!

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Cardápio Detox – Limpe seu organismo em uma semana

Tags:

Para começar esse post, adianto que nenhuma dieta é milagrosa; na verdade dieta de uma, duas ou centenas de semanas não existe, o que tem que ser feito é uma reeducação alimentar. Isso é mais que se matar de vontade por um grande – ou pequeno – período de tempo. É aprender a comer bem e entender os males que certos alimentos causam na saúde e não só para fins estéticos!

Quando se entende o mal que algumas sustâncias causam no organismo e existe a conscientização e principalmente a vontade de melhorar sua qualidade de vida, o individuo ultrapassa esse misticismo de dietas milagrosas e aprende a comer melhor. 

Os alimentos estão cada vez mais contaminados com conservantes de baixa qualidade, corantes, açúcar, agrotóxicos, sal, gorduras saturadas e sustâncias tóxicas propriamente ditas. Escolher o que se come hoje em dia, ultrapassa os limites da vaidade, das pessoas que buscam um corpo ferfeito e se tornou uma batalha diária. 

Mas não vim escrever exatamente sobre isso, hoje eu quero compartilhar um cardápio para desintoxicar o organismo e ajudar o fígado ( principal órgão responsável pela eliminação das toxinas ) a eliminar essas substâncias do corpo.

Por que é bom ajudar na faxina do organismo?

Com menos toxinas, tudo nele funciona melhor: digestão dos alimentos, absorção dos nutrientes, eliminação de líquidos. Até os hormônios cumprem suas funções de maneira adequada, sem prejudicar o metabolismo, a pele, o cabelo e até a libido.

Volto a dizer que não se trata de uma dieta para emagrecimento, sim a pessoa perde peso durante o período de desintoxicação, mas a finalidade é fazer aquela `faxina´ no organismo. 

Nos primeiros dois dias, você consome entre 900 e 1000 calorias e ingere somente líquidos. Nesta fase o segredo é comer a cada duas horas. Não se assuste, é estranho mas é suportável. Do terceiro ao sétimo dia, deve-se inserir os alimentos sólidos como mostra o cardápio abaixo.


Ao acordar
1 copo (200 ml) de água com suco de 1/2 limão sem açúcar
Café da manhã (30 minutos depois)
Opção 1: Suco faxina geral (1 banana média batida com suco de 2 laranjas, 1 fatia média de mamão, 1 col. (sopa) de linhaça e 1 copo (200 ml) de água fltrada sem açúcar ou adoçante)
Opção 2: Shake intestino feliz (1 copo grande (250 ml) de leite de soja light batido com 3 ameixas secas, 1 fatia média de mamão, 1/2 maçã com casca e 1 col. (sopa) de aveia em focos sem açúcar ou adoçante)
Lanche da manhã
Opção 1: Suco desintoxicante (1 folha de couve-manteiga batida com suco de 1 limão, 1 fatia média de abacaxi, 1 copo (200 ml) de água e 1 lasca de gengibre sem açúcar ou adoçante)
Opção 2: Suco energizante (1 xíc. (chá) de melancia batida com 1 copo grande (250 ml) de água de coco, suco de 1 limão e 6 folhas de hortelã sem açúcar ou adoçante)
Chá da manhã
1 xíc. de chá de capim-limão almoço
Almoço
Opção 1: 1 prato (fundo) de sopa-creme de legumes e quinua
Opção 2: 1 prato (fundo) de sopa-creme de abóbora e gengibre
Lanche da tarde 1
Opção 1: 1 copo grande (250 ml) de suco de acerola batido com morango sem açúcar ou adoçante
Opção 2: 1 copo (200 ml) de suco de maçã natural com gotas de limão sem açúcar ou adoçante
Chá da tarde
1 xíc. de chá de hibisco com cravo
Lanche da tarde 2
Opção 1: Suco bronzeador (1 cenoura com casca batida com 1/4 de copo (50 ml) de suco de maracujá concentrado, 1 fatia média de abacaxi, 1 col. (sopa) de quinua em focos, 1 pitada de canela em pó e 1 copo (200 ml) de água filtrada sem açúcar ou adoçante)
Opção 2: Suco diurético (1 copo grande (250 ml) de chá verde gelado batido no liquidificador com 1 fatia grossa de melão, 1 maçã com casca, suco de 1 limão e 3 folhas de capim-limão fresco fltrada sem açúcar ou adoçante)
Jantar
Opção 1: 1 prato (fundo) de sopa-creme mix de legumes
Opção 2: 1 prato (fundo) de sopa-creme de mandioquinha e agrião
Ceia
Opção 1: 1 copo (200 ml) de água de coco
Opção 2: 1 copo (200 ml) de suco light à base de soja
A partir do segundo dia, os alimentos sólidos voltam ao cardápio e você come um pouco mais: entre 1100 e 1200 calorias. Combine as opções de refeição como preferir e mande embora mais 2 quilos!
Ao acordar
1 copo (200 ml) de água com suco de 1/2 limão sem açúcar
Café da manhã (30 minutos depois)
Opção 1: 1 copo grande (250 ml) de suco de abacaxi batido com hortelã + 1 fatia de pão integral light com 2 fatias de peito de peru, 2 rodelas de tomate cobertas com 1 fio de azeite extravirgem
Opção 2: 1 pote de iogurte light com 1 fatia fina de mamão picada e 3 col. (sopa) de mix de fibras (farinha de linhaça, quinua em focos e aveia)
Opção 3: 1 xíc. de chá verde + 4 biscoitos integrais com gergelim e 1 queijinho fundido (tipo Polenguinho Light)
Lanche da manhã
Opção 1: 4 ameixas secas + 2 nozes
Opção 2: 1 fatia média de abacaxi (ou 1 fatia média de melão) com raspas de casca de limão
Opção 3: 1 copo grande (250 ml) de suco de melancia batido com gengibre
Chá da manhã
1 xíc. de chá de hibisco com canela
Almoço
Opção 1: 1 prato (sobremesa) de folhas verdes (alface, rúcula), 1 col. (sopa) de cenoura ralada e 1 col. (sopa) de beterraba ralada com orégano, limão, 1 fio de azeite e pouco sal + 3 col. (sopa) de arroz integral com salsinha + 4 col. (sopa) de estrogonofe de frango com creme de leite light (ou 1 filé médio de peito de frango grelhado coberto com cogumelo refogado) + 1 taça grande de gelatina diet
Opção 2: 1 tomate recheado com tabule de quinua (ou salada de folhas verdes, rabanete e tomate à vontade com limão, 1 fio de azeite e pouco sal) + 3 col. (sopa) de arroz integral (ou arroz 7 cereais) + 1 filé médio de salmão assado com pimentão, cebola e tomate + 1/2 prato (sobremesa) de legumes cozidos no vapor + 4 morangos (ou 1 maçã)
Opção 3: 1 prato (sobremesa) de folhas verdes com 2 bastões de kani kama desfiados, 5 tiras finas de manga, 1 tomate e 1/4 de pepino japonês com molho oriental (limão, shoyu light e 1 fio de azeite)
• Omelete com abobrinha (feita com 1 gema, 2 claras e abobrinha ralada) + 2 pegadores de macarrão integral ao sugo + 1 taça pequena de manjar de coco light com calda de ameixa
Chá da tarde
• 1 xíc. de chá de erva-doce
Lanche da tarde 1
Opção 1: 1 pote de iogurte light com mamão picado
Opção 2: 1 banana assada e polvilhada com canela
Opção 3: 1 barra de cereais integrais light + 1 fruta (maçã, pera ou pêssego)
Chá da tarde
1 xíc. de chá de casca de abacaxi, 1 lasca de gengibre e especiarias (cravo, canela e anis-estrelado)
Jantar
Opção 1: 1 prato (mesa) de folhas verdes com 2 nozinhos de mussarela de búfala, 2 tomates secos, 4 col. (sopa) de frango desfiado, 1 col. (sopa) de croûton integral e 4 col. (sopa) de molho de iogurte desnatado com manjericão
Opção 2: 1 prato (mesa) de folhas verdes variadas com 2 col. (sopa) de abacaxi em cubos, 3 fatias de peito de peru em tiras, 1 col. (sopa) de cenoura ralada e 1 col. (sopa) de semente de girassol tostada sem sal e vinagre balsâmico
Opção 3: 1 prato (sobremesa) de folhas verdes (alface, rúcula, agrião), 1 lata de atum light, 1 tomate e 1/4 de pimentão amarelo com cebola, salsinha e 4 col. (sopa) de molho de iogurte desnatado com ervas
Ceia
Opção 1: 2 castanhas-do-pará (ou 5 castanhas de caju)
Opção 2: 1 potinho de leite fermentado (tipo Yakult) + 3 ameixas secas
Opção 3: 4 damascos secos + 1 xíc. de chá de camomila

Alimentos fundamentais na dieta desintoxicante:
Melancia – ajuda a desintoxicar especialmente quando triturada com as sementes – ricas em fbras, elas limpam o estômago e o intestino. Essa parte da fruta ainda tem componentes diuréticos, facilitando a saída das toxinas na urina.
Folhas verdes – ricas em fbras e clorofla (antioxidante que ameniza os efeitos nocivos dos radicais livres produzidos no próprio processo de desintoxicação), são especialmente efcazes.
Quinua e linhaça – têm fbras que varrem as toxinas para fora do organismo. Também melhoram o funcionamento do intestino.
Chás verde e de hibisco – concentram antioxidantes capazes de remover as toxinas das células e facilitam a chegada de nutrientes até elas, reduzindo acne e celulite.
Abacaxi – carrega bromelina, enzima que favorece a digestão e reduz a infamação nas células.
Limão – contém compostos que estimulam a produção da bile pelo fígado. Essa substância isola a gordura e facilita a absorção dos nutrientes.
Maçã – oferece pectina, uma fbra que vira um tipo de gel capaz de impedir que parte da gordura dos alimentos seja absorvida. Já os favonoides, antioxidantes da fruta, protegem as células dos radicais livres.
Alimentos que devem ser evitados durante o processo de desintoxicação:
Açúcar – doces em geral, assim como alimentos adoçados com xarope de milho ou adoçantes à base de ciclamato e sacarose, contribuem para o aumento de toxinas.
Café – se você é fã da bebida, reduza a dose aos poucos para não sentir dor de cabeça. O ideal, no entanto, é suspendê-la da dieta por pelo menos dois dias.
Glúten e lactose – proteína do trigo (pão, biscoito, macarrão) e açúcar do leite e derivados, respectivamente, são substâncias com ação infamatória. Devem ser evitadas especialmente nos dois primeiros dias da dieta.
Carne vermelha – tem digestão lenta e, por isso, prejudica o processo de desintoxicação.
Atenção: O processo de desintoxicação só poderá ser repetido depois de 15 dias após de seu término.
Beijos.

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Anvisa publica lista de alimentos contaminados com agrotóxicos

Tags:

Dai você decide levar uma vida saudável, ingerir alimentos naturais, comer muita fruta, aquela saladinha básica de toda dieta… pior ainda, você quer ingerir esse hábito nos seus filhos para desde pequenos, eles se acostumem com uma boa alimentação.
A ANVISA ( Agencia Nacional de Vigilância Sanitária ), divulgou uma lista com produtos que deveriam ser orgânicos – mas todo mundo sabe que levam agrotóxicos – com a taxa de contaminação acima do `normal´ que vai parar na sua mesa todo dia!
Estudos mostram que o consumo de alimentos com agrotóxicos podem causar câncer, problemas neurológicos, problemas no sistema nervoso e até má formação fetal!   
Um estudo da academia americana de pediatria, fez uma pesquisa com 1,100 crianças e constatou que 119 delas  apresentavam transtorno de déficit de atenção e tinham resíduos de organofosforado ( molécula usada em agrotóxicos ) acima da média das outras crianças em exames de urina. 
Agora a grande questão; sabemos que tudo industrializado contém alto teor de açucares, sódio, gorduras trans e uma vasta lista de tantos outros produtos que não fazem bem a saúde. Ai buscamos uma qualidade de vida melhor, uma alimentação saudável, um cardápio colorido e natural… vamos a feira, compramos aquela tomate enorme e vermelha, fazemos aquela sobremesa pras crianças com morangos fresco, e ai???
Nos deparamos com essa lista, onde um órgão de segurança / saúde nacional divulga que são consumidos cerca de 5 kilos de agrotóxicos por pessoa. 
O que me deixa com mais raiva – além dos produtores saberem do riscos dessas substâncias e ainda sim contaminar o alimento – é que o povo finge que não vê e simplesmente ignoram esses dados! 
Como disse o Danilo Gentili: Experimenta acabar com o carnaval nesse país…
O que será de nós no futuro, o que será do futuro das próximas gerações? Ninguém é punido, não existe nada que inspecione esses alimentos `naturais´, e o que nos resta? Pagar R$ 12,00 em três tomates orgânicas? 
Absurdo!

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Como evitar a retenção de liquidos

Tags: ,

Em primeiro lugar, retenção de líquidos é o nome popular que descreve o inchaço no corpo ou em parte dele, e até certo ponto é comum às pessoas sentirem que estão retendo líquidos. As pernas inchadas no final do dia, com marcas de pressão das meias ou dos sapatos, são um exemplo de inchaço. O inchaço é o resultado do extravasamento de um líquido (pobre em proteínas do sangue) que sai dos vasos sanguíneos e vai para o tecido subcutâneo. Esse líquido confere o aspecto inchado e brilhante da pele, muitas vezes compressível por acessórios da roupa ou mesmo com a pressão dos nossos dedos sobre a pele, deixando uma marca, um sulco, transitoriamente. 


1) PARE de consumir alimentos ricos em sódio, como enlatados, embutidos, fast food, conservas, carnes salgadas etc. O sódio faz o corpo reter líquido;
2) REDUZA o consumo de sal, opte por temperos naturais e sal LIGHT. O sal rosa do Himalaia é outra ótima opção;
3) BEBA mais água. Acredite ou não, a ingestão maior de líquidos ajuda a eliminar o sódio – e o inchaço;
4) EVITE carboidrato simples (como pão branco, massa branca, bolachas, doces, batata frita etc). Carboidratos são transformados em glicose e armazenados no organismo sob a forma de glicogênio para geração de energia. Para ser retida no corpo, uma molécula de água deve ligar-se a glicose. Quanto mais carboidratos armazenados você tiver, mais pesada e inchada vai se sentir;
5) MEXA-SE, os exercícios ajudam a eliminar o excesso de água por meio da respiração e aceleram a digestão. Quando você se exercita, estimula os músculos a moverem mais rápido o alimento e a água pelo seu organismo. Acabe com a constipação fazendo alguma atividade de sua preferência pelo menos 30 minutos por dia para promover a passagem dos alimentos pelo sistema digestivo. Suar também libera líquidos;
6) CONSUMA suplementos ou alimentos ricos em cálcio e magnésio (vegetais verdes escuros, nozes, abacate, queijo cottage, iogurte desnatado, cereais integrais, oleaginosas). Ambos competem com o sódio pela absorção no organismo; por isso, se você consumir quantidades adequadas de ambos, seu corpo será forçado a eliminar o sal que não foi efetivamente absorvido;
7) CUIDADO com os diuréticos. Quando paramos de tomar diurético, o corpo retém mais água e fica inchado durante uma ou duas semanas. Isso pode levar a uma dependência física, fazendo com que o corpo necessite do medicamento para se livrar do excesso de líquido, em vez de eliminá-lo naturalmente;
8) EVITE refrigerantes. A cafeína dos refrigerantes causa desidratação e o fósforo, um aditivo comum desse tipo de bebida, pode provocar inflamação na parede do intestino, aumentando ainda mais a sensação de inchaço;
9) CUIDADO com a pílula anticoncepcional, elas podem estabilizar o nível de progesterona, hormônio que induz o inchaço;
10) COMA legumes e verduras variadas, estas auxiliam e eliminar água do corpo;
11) A MAIORIA dos adoçantes contribuem para o inchaço, assim como a cafeína, álcool e até mesmo a nicotina são fatores. Prefira os adoçantes naturais como STEVIA e SUCRALOSE.
12) EVITE também laticínios que contenham lactose, eles agravam a retenção.
13) AUMENTE o consumo de alimentos ricos em proteínas, eles tem um efeito diurético no corpo.
14) CONSUMA suplementos probióticos.
15) REALIZE procedimentos estéticos como massagem modeladora e drenagem linfática;
16) AUMENTE o consumo de chás 100% naturais com atividade diurética – cavalinha, carqueja, hibisco, chá verde carqueja, hibisco, cidreira, erva-doce, capim-limão, camomila, cabelo de milho, dente-de-leão, quebra-pedra, salsaparrilha porangaba, guabiroba, chá de bugre).

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Suplementos para queimar gordura

Tags:

No post anterior escrevi sobre os suplementos em capsulas naturais, mas achei que deveria falar dos suplementos específicos para atletas – ou não – que auxiliam na queima de gordura e perda de peso.
Lembrando que esses suplementos não são naturais, são medicamentos e devem ser prescrito por médicos ou nutricionistas. O uso indevido pode gerar vários tipos de complicações para a saúde e levar até a morte.
Suplementos desse tipo podem provocar graves efeitos colaterais e deve ser prescrito por um especialista capacitado. 
Saúde não é brincadeira. 
Geralmente quem está acima do peso não mede as consequências e sai tomando todo tipo de suplementos, remédios e afins na tentativa de perder peso rápido. Gente, todo mundo está cansado de saber que o segredo para um corpo bonito e saudável é a combinação de disciplina, força de vontade, reeducação alimentar e atividades físicas. 
Aqui tem uma lista dos principais suplementos conhecidos entre os atletas por aumentar o metabolismo e queimar  a gordura acumulada. Achei que deveria escrever sobre isso para esclarecer algumas dúvidas para quem está procurando um termogênico desse tipo.
Não tome nenhum medicamento sem prescrição médica!
Nome do suplemento Para que serve Modo de uso Preço médio
Incineration Elimina a gordura indesejada, melhora o metabolismo e a imunidade, aumenta a energia e a estamina, pois possui chá verde e cetonas de framboesa que regula a adiponectina que ajudar a regular o metabolismo, dissolvem a gordura com mais eficácia e Metil-sinefrina: Composto de emagrecimento que ajuda a decompor as áreas com gordura difícil. Tomar 1 cápsula pela manhã. 140 reais
Hoodiadrene Queima gordura,suprime o apetite, aumenta a força, energia, melhora o tônus muscular. Tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia. 157 reais
Advantrim Queima gordura, aumenta desempenho físico e energia, controla o apetite e desenvolve músculos.
Tome 2 cápsulas antes do café e 2 cápsulas a meio da tarde.
115 reais
Oxy Elite Pro Diminui o apetite, aumenta a produção de energia e acelera a queima de gorduras. 1 cápsula com o estômago vazio 15-30 minutos antes do café da manhã nos primeiros três 3 dias e depois tomar mais 1 cápsula antes do almoço. 294 reais
Lipo 6X Queimador de gordura feminino que tem diversas fases de liberação, rápida e prolongada, durando 24 horas Inicie com apenas 2 cápsulas nos dois primeiros dias (1 de manhã 1 de tarde) e aumenta a dosagem em 1 cápsula a cada dois dias até alcançar a dosagem máxima de 4 cápsulas por dia. Para obter os melhores resultados tome 2 cápsulas pela manhã e 2 mais cápsulas multifase de tarde. 222 reais

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Suplementos naturais em cápsulas

Tags:

O meu marido é adepto as cápsulas de suplementos naturais desde que o conheço, sempre está tomando alguma vitamina ou algo para ajudar no emagrecimento e metabolismo. Isso despertou minha curiosidade e aos poucos fui aderindo essa “mania” de suplementos.
As minhas preferidas são as vitaminas mais completas que tomo geralmente pela manhã – as polivitaminas – antes das refeições opto pelas capsulas com propriedades metabólicas. 
Mas chegando na farmácia – ou em lojas de produtos naturais – com aquele tanto de potes com nomes estranhos, fica difícil saber exatamente o que comprar.
Aqui vai uma lista dos principais suplementos da minha dieta e suas propriedades.

Quitosana
Quem curte uma dieta saudável conhece bem a quitosana. De origem animal, a quitosana funciona como uma fibra natural que auxilia no transito intestinal.
Óleo de Cártamo 
O óleo de cártamo faz com que o organismo atue na gordura acumulada e também retarda a liberação de gordura no sangue. Acelerador metabólico, promove a lipase ( quebra das células de gordura) que obriga o organismo a usar sua própria gordura como fonte de energia. Também ajuda a evitar celulites e retenção de líquidos! 
Levedo de cerveja
Regula o intestino e tem alto poder nutricional.
Clorofila
Ajuda no transito intestinal e na absorção de gordura.
Cevada
Aumenta a saciedade, o gasto calórico e a perda de gordura.
Mel
Acalma, aumenta a saciedade e diminui a ansiedade.
Alcachofra
Grande aliada a dietas para emagrecimento.
Omega 3
Melhora a memoria, reduz o colesterol e ajuda a regular o nível de triglicerídeos.
Colágeno
Possui grande teor de proteínas, muito usada para fins de emagrecimento e no combate a flacidez.
Óleo Chia
Rico em ácidos graxos essenciais, auxilia no metabolismo, nos níveis glicêmicos, melhora na imunidade, potencializa a absorção das vitaminas lipossolúveis e é anti oxidante natural. 
Óleo de Prímula
Ajuda nos sintomas da TPM.
Óleo de coco 
Antioxidante, diminuí a ação dos radicais livres, rico em ácidos graxos, vitamina E, omega 6 e omega 9. De todos os óleos encontrados na natureza, o óleo de coco extra virgem é o que possui maior concentração de ácido láurico, presente também no leite materno.

Calma, eu não tomo todas essas cápsulas todos os dias! Eu escolho uma para tomar pela manha junto com o polivitaminico, e outra para tomar antes das refeições. Ex: Em jejum eu tomo 1 cápsula de vitaminas + 1 cápsula de chá verde manipulado + iogurte com lactobacilos. E antes do almoço e jantar 1 ou 2 cápsulas de óleo de coco ou cartamo. 

Atenção
Mesmo que todos esses suplementos sejam de origem animal ou vegetal, deve-se consultar um médico ou nutricionista para indicar a melhor substancia a ser ingerida. A falta de vitaminas acarreta problemas, mas o excesso delas também!

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

O que comer pré e pós treino

Tags:

Eu sempre vejo as meninas com projetos fitness falando sobre o que comiam antes e após o treino, ficava super confusa em como deveria ser esse “lanche”, então depois de muitas pesquisas sobre o assunto, quero esclarecer como funciona essa etapa de alimentação para quem treina e ainda tem alguma dúvida.


O que comer antes do treino?

Antes de ir a academia, recomenda-se comer algum carboidrato de rápida absorção.

Uma fruta 
Uma barra de cereal
Suco de fruta sem açúcar

Esses tipos de alimentos conferem a energia necessária que o corpo necessita, durante o treino, para queimar a gordura corporal e aumentar a musculatura. Não comer nada antes de começar o exercício físico pode contribuir para diminuição da massa muscular.

O que comer durante o treino?

Durante o treino, deve-se beber água, água de coco ou bebidas isotônicas, como o Gatorade, por exemplo. Os líquidos que contêm sais minerais ajudam a controlar as reações químicas do corpo durante o exercício e mantêm o corpo hidratado.
Porém, é uma medida importante especialmente quando o tempo de treino é superior à 1 hora ou quando a temperatura está muito alta ou o clima muito seco. Caso contrário, basta água para hidratar.

O que comer depois do treino?

Depois do treino é importante comer alimentos ricos em proteínas, como os de origem animal, como iogurte, gelatina carnes, clara de ovo ou presunto.
Para quem faz os exercícios de manhã, uma outra dica importante é nunca treinar em jejum, pelo risco de hipoglicemia, de diminuir o rendimento durante o treino e de diminuir a massa muscular. O que não é bom nem mesmo para quem deseja emagrecer.

Alimentos para ganhar massa muscular

Alguns alimentos para ganhar massa muscular são especialmente indicados para pessoas que praticam atividade física. São eles:
  • Carboidratos, como: arroz, massa e açúcar
  • Proteínas, como: carne vermelha, leite, ovos
  • Gorduras, como: azeite, manteiga e peixe gordo
  • Vitaminas, como: todas as frutas e legumes
  • Fibras, como: repolho, couve, brócolis, beterraba
  • Água, fundamental para todos
  • Café ou bebidas com cafeína, para aumentar a disposição
O mel e a aveia são excelentes aditivos para vitaminas de frutas que, além de aumentar as calorias da bebida, também aumenta o seu valor nutricional com vitaminas, minerais e fibras, tornando a dieta ainda mais equilibrada.
Suplementos proteicos, creatina ou qualquer suplemento artificial para ganhar massa magra deve ser aconselhado e supervisionado por um profissional da área da saúde. De preferência, deve-se procurar um nutricionista ou médico especializado em nutrição, como os nutrólogos, que têm a capacidade de calcular doses e volumes saudáveis desses suplementos para o consumo, baseado na atividade física, peso e gênero.

Beijos!

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Os benefícios da Chia

Tags:

Vocês já devem ter ouvido falar nos benefícios da semente da moda, a Chia. Bem conhecida entre as fitness de plantão e para quem procura perder peso. 

A semente de chia emagrece porque ela sacia a fome e desintoxica o organismo e regula o sistema intestinal. 
1 colher (sopa) de sementes de chia possui em média 55 calorias. É rica em ômega 3, fibras, cálcio, magnésio, potássio e proteína sendo muito útil também para controlar o colesterol e manter os níveis regulares de glicose na corrente sanguínea, o que também ajuda a emagrecer. 
A semente de chia, pode ser encontrada na forma de grãos, sementes, óleo e farinha.

Como consumir as sementes de chia

É aconselhado o consumo de 1 a 2 colher (de sopa) das sementes de chia por dia, misturado ao iogurte, leite, mingaus, sopas ou simplesmente num copo de água ou de suco. O consumo de 1 colher (sopa) de chia antes do almoço e do jantar garante uma saciedade precoce, e é o mais indicado.

Benefícios da chia

Dentre os benefícios da chia pode-se citar:
  • A ajuda no combate ao envelhecimento precoce;
  • A melhora da imunidade do organismo;
  • O fortalecimento dos ossos;
  • A prevenção das crises de enxaqueca;
  • A diminuição do risco de doenças cardiovasculares;
  • O combate ao intestino preso;
  • A melhora da função cerebral;
  • A melhora da resistência física e recuperação de lesões musculares.

Preço das sementes de chia

O preço das sementes de chia varia entre 15 e 20 reais.

Onde comprar as sementes de chia

As sementes de chia podem ser compradas nos supermercados, farmácias, drogarias, lojas de produtos naturais ou pela internet.
Entretanto para que o indivíduo realmente emagreça é aconselhado diminuir a ingestão de alimentos ricos em gordura e em açúcar, trocando os alimentos que normalmente consome pelos light e praticar algum tipo de atividade física regularmente pois assim o organismo consegue eliminar a gordura acumulada e evitar o acumulo de uma nova gordura, que é o que vai fazer o indivíduo realmente emagrecer e não voltar a engordar.

Eu tomo cápsulas do óleo de Chia todas as manhãs, acho mais fácil dessa maneira porque na correria do dia, nem sempre conseguimos fazer as refeições em casa e ingerir a semente. Mas vale misturar no suco ou vitamina.

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0

Porque você deve tomar chá verde!

Tags: ,

Oi Oi Oi…

Meninas, vou falar sobre uma coisa que muita gente não dá bola… o chá verde. São inúmeros benefícios desse chá no organismo, e na minha humilde opinião, deveria esta no dia a dia de todo mundo independente de dieta.

Uma das coisas que provavelmente eu nunca vou deixar de ingerir na minha vida é esse chá  – somente por restrição médica eu suspenderia – você pode encontra-lo no supermercado em várias versões, em caixinha de 200 ml pronto para beber, misturado com frutas, com outras ervas, em saquinho para infusão, em cápsulas, orgânico e recentemente descobri o efervescente de chá verde!  Não tem desculpas para não tomar…



Tá, e por que eu devo tomar esse chá?

Atua na composição de gorduras do corpo – Alguns estudos preliminares apontam que umas das catequinas mais presentes no chá verde, a epigalocatequina galato (EGCG), estimula diversas enzimas que controlam o metabolismo das gorduras, inclusive incentivando a quebra delas. Isso faz com que elas sejam mais bem usadas pelo nosso organismo, não ficando apenas paradas no tecido adiposo. Além de promover o emagrecimento, as pessoas que tomam o chá verde obtém uma melhor composição adiposa no organismo, o que reduz as chances de diversas doenças aparecem, como diabetes e hipertensão. Porém, são necessários mais estudos que comprovem mesmo essa ação.
Traz saciedade Outras pesquisas indicam que as catequinas interagem com os receptores da leptina, hormônio relacionado à sensação de saciedade do nosso organismo. Ou seja, o consumo do chá nas quantidades recomendadas evita que você coma mais do que o necessário para seu organismo. 
Acelera o metabolismo O chá verde também é conhecido por seu efeito termogênico. Mas ele pode ir além, um artigo publicado em 2011 no jornal científico Obesity Reviews sugere que os polifenois do chá inibem a ação de uma enzima, dessa forma agindo junto com a cafeína, aumentando sua ação de termogênese e a oxidação das gorduras. O primeiro mecanismo faz com que o metabolismo funcione mais rapidamente, o que queima mais energia do nosso corpo, evitando que ela se torne gordura e se acumule. Já o último faz com que a gordura seja utilizada e reduz seu acúmulo também. 
É um potente antioxidante As catequinas do chá verde tem o poder de combater os radicais livres em nosso organismo. Por isso mesmo a bebida atua na prevenção e/ou tratamento de doenças crônicas como câncer, doenças cardiovasculares e diabetes, além de ajudarem no antienvelhecimento da pele. Alguns especialistas chegam a mensurar que o poder antioxidante desses nutrientes é maior do que a vitamina C ou E. Um estudo feito na China em 2003, por exemplo, revelou que mulheres que consomem chá verde tem menor risco de adquirirem um câncer de mama.
Combate o colesterol – Mais uma vez, o prêmio vai para as catequinas EGCG. Uma pequena fração do colesterol que temos é produzido no corpo, mas a maior parte vem da alimentação. As EGCG reduzem a absorção desse nutriente no nosso intestino, reduzindo assim sua quantidade em nosso corpo. Porém os estudos mostram mais sua ação na redução do LDL, considerado o colesterol ruim, e não no aumento do HDL, o mocinho da história. Além disso, outros polifenois chamados de taninos também estão relacionados a essa redução do LDL, de acordo com alguns estudos.
Melhora o humor Existe um aminoácido no Chá Verde chamado L-teanina que é exclusivo dessa planta e deve consistir em cerca de 2% do seu peso. Quando ele é liberado em nosso corpo, vai para o cérebro e lá aumenta a produção de dopamina e serotonina, neurotransmissores que estão ligados à sensação de bem-estar. Ele também aumenta a produção de ondas alfa no cérebro, o que eleva a sensação de relaxamento, de acordo com um estudo feito no Japão em 2005. Como se tudo isso não bastasse, os flavonoides modulam a noradrenalina, hormônio que também está relacionado com a ansiedade. Por fim, a vitamina C, presente no chá mesmo que em baixas quantidades, atua no hormônio cortisol, que sempre é produzido no corpo em situações de estresse e está envolvida na produção da serotonina. Vale a pena consumir o chá, portanto, com sucos de frutas cítricas. 
Otimiza a digestão Mas a ação do chá verde é diferente dos outros chás digestivos, que trabalham aumentando os sucos gástricos! Sua atuação nesse processo ocorre, possivelmente, devido a alguns compostos bioativos que ele traz em sua composição, e que estimulam a microbiota do intestino, também conhecida como flora intestinal. Essas bactérias são responsáveis por ajudar no trabalho de digestão, principalmente de algumas vitaminas. Como um benefício extra, estimular as bactérias do organismo também melhora a imunidade. 
Protege nossa cognição Ainda não é 100% certo, mas alguns estudos têm demonstrado que o consumo de chá verde pode afastar doenças relacionadas ao declínio da mente, como Alzheimer. Um estudo realizado na Austrália revelou que a bebida pode proteger o cérebro de certos tipos de demência, pois os compostos polifenóis presentes no chá podem apresentar propriedades neuroprotetoras, principalmente contra duas substâncias danosas nessa doença: o peróxido de hidrogênio e uma proteína chamada beta-amiloide. Porém, mais estudos precisam ser feitos antes de darem o veredito final sobre esse benefício.
As propriedades digestivas do chá verde são diferentes de qualquer outro chá, como hortelã, menta, hibisco, psilium, cáscara-sagrada, zedoária e fucus. Isso porque, enquanto esses atuam estimulando os sucos gástricos, o chá verde parece melhorar a atividade das bactérias boas do intestino, conhecidas como microbiota intestinal, apesar de não haverem comprovações científicas ainda.
A história do chá verde…

Oriundo da planta Camellia sinensis, a mesma que origina os chás preto e branco, o chá verde tem suas folhas colocadas sob vapor e depois, secas, por isso contém propriedades diferentes. Desta forma previne-se oxidação dos ingredientes e preservam-se os nutrientes. Entre os derivados da erva, esse é o chá mais popular no Brasil e foi alvo de mais estudos do que seus “irmãos”. Estima-se que a bebida corresponde entre 80 e 90% da produção de chá chinês, terra natal dessa planta, que hoje é cultivada em todo o mundo.
Há uma lenda na mitologia chinesa para o chá verde. No ano de 2737 a.C, o imperador Shen Nung costumava tomar água fervida para ter longevidade e uma vida mais saudável. Em uma tarde, enquanto ele fervia sua água de sempre, algumas folhas voaram e caíram em seu pote. Ele experimentou e adorou o sabor, batizando esse chá de “bebida dos céus”. Para o paladar de hoje, porém, o gosto do chá é considerado amargo.
Não existe uma tabela nutricional oficial do chá verde, pois a variação de nutrientes na folha depende muito da forma como essa erva foi plantada, adubada e tratada. Até a região em que aCamellia sinensis é plantada interfere em sua composição nutricional. Por isso que ao comparar tabelas nutricionais de diferentes marcas de chá verde, você pode encontrar diferenças, já que elas correspondem a todos esses fatores.
Porém, sabe-se que ele é rico em flavonoides chamados catequinas, fitoquímicos responsáveis pela maior parte de suas propriedades para a saúde. O chá também é rico em cafeína, a quantidade pode variar de 10 a 86 mg por folha. A quantidade máxima de chá verde indicada é de 4 xícaras ao dia, ou 600 ml. Mais do que isso é passível de efeitos colaterais. 
Calma, tudo demais faz mal…
Quando consumido em altas doses, o chá verde pode sim fazer mal. A grande quantidade de cafeína pode causar insônia, apesar dos efeitos calmantes do chá, e também levar à gastrite, por aumentar a secreção gástrica.
Ultrapassar a ingestão recomendada de 600 ml também pode reduzir a absorção de diversos nutrientes, como o ferro e cálcio, sendo que a ausência do último é perigosa para mulheres na menopausa. Por isso, mesmo consumindo apenas essa quantidade, é muito importante não tomar o chá verde durante as refeições. 
Como eu devo tomar o chá?
Particularmente eu tomo o chá pela manhã, quando estou tomando de caixinha mantenho na geladeira e tomo em jejum, também tomo em cápsulas manipuladas em farmácias. O café da tarde também pode ser substituído pelo chá. Porém nunca o tomo a noite, pois como contém um alto nível de cafeina, interfere no meu sono.  
Beijos!

Compartilhe

Postado por:

Comentários

0
1 2